A curiosidade é nossa maior qualidade.

09/15/2020

Dicas para criar a persona ideal

Persona. Para os que trabalham com marketing e publicidade, o termo é conhecido e até mesmo grande aliado, principalmente na hora de organizar a estratégia que regerá a comunicação da marca. 

Porém, para os iniciantes do mundo da comunicação publicitária, e para quem não interage diretamente com este tipo de negócio todos os dias, assim como qualquer outro assunto desconhecido, a persona pode se transformar num tipo de “bicho de sete cabeças”, que além de assustar, causa muitas dúvidas. 

Antes de iniciar as dicas, é preciso explicar direitinho o que é a tal persona e qual sua utilidade. Pois bem, a persona é uma representação idealizada do seu cliente real. Ou seja, a partir de dados como idade, situação econômica, hábitos diários, preferência, moradia e outros, é definido um perfil que se encaixa com o padrão do seu consumidor, e então, este perfil torna-se uma referência para o desenvolvimento do material publicitário, já que ele foi estabelecido sobre pessoas reais. 

É importante e interessante saber que a persona baseia-se principalmente no público-alvo, porém, ela se desenvolve de modo mais humano, aproximando a marca do consumidor final. 

Para exemplificar de modo mais claro, tomemos por exemplo duas distintas situações. 

SITUAÇÃO 1: VENDA DE FRALDAS GERIÁTRICAS

PÚBLICO ALVO: Homens e mulheres entre 30 e 50 anos que cuidam dos pais acamados. 

PERSONA: Paulo tem 45 anos, é empresário e à noite fica com o pai acamado. Durante o dia, uma enfermeira realiza os cuidados com o idoso, e devido seu problema, é necessário mantê-lo com a fralda o dia todo. 

Paulo não gosta de deixar o pai com outras pessoas durante à noite, por isso, após o trabalho, dedica-se 100% à esta tarefa, servindo ao pai medicamentos e realizando a troca das fraldas a cada 3 horas. 

SITUAÇÃO 2: VENDA DE FONES DE OUVIDO BLUETOOTH

PÚBLICO-ALVO: Pessoas que realizam atividade física ao ar livre. 

PERSONA: Débora tem 24 anos e cursa direito. Pela manhã, corre na avenida principal de sua cidade, e logo após, vai para casa tomar banho e se arrumar para o trabalho. Após o trabalho vai para a faculdade e gosta de ouvir música no trajeto para relaxar antes da aula. 

Viu só? A persona é diferente, afinal, quando falamos de público-alvo, nos referimos à uma parcela relativamente grande dos seus compradores, o que torna a comunicação mais abrangente. Já com a persona, temos uma linha de pensamento firmada numa parcela mais consistente de pessoas, o que “enxuga” a comunicação, tornando-a mais direta e direcionada às pessoas que realmente a entenderão. 

Mas como chegar a estes perfis? Trouxemos aqui 3 dicas que vão te ajudar (e muito) nesse assunto. 

DICA 1: SAIBA QUEM É O SEU CLIENTE. 

Quem é o seu cliente? Se você logo pensou na resposta “todos”, saiba que não é bem assim. O seu cliente deve ser definido de maneira clara, para que assim seja possível concentrar todos os esforços na direção correta. 

Para reconhecer o seu cliente, pense e responda às seguintes perguntas: 

A – Meu principal cliente é feminino ou masculino? 

B – Qual a faixa etária desse cliente? 

C – Meu cliente trabalha? 

D – Qual o principal dia para este cliente adquirir produtos? 

Além dessas principais perguntas, você pode realizar uma pesquisa valendo brinde, com perguntas pessoais como e-mail, quantidade de salários mínimos mensais, profissão, escolaridade e preferência por cor, sabor e afins. 

DICA 2: PRESTE ATENÇÃO NOS GOSTOS DELE/DELA. 

Ok, agora já sabemos quem é o seu cliente, mas responda: do que ele/ela gosta? Isso pode ser respondido dando atenção às redes sociais dos seus consumidores. 

Então, vamos lá: 

A – Para iniciar, verifique quais deles mais participam da sua página ou perfil;

B – Visto isso, dê atenção ao tipo de publicação que essas pessoas realizam;

C – Identifique padrões nas curtidas, como supermercados, oficinas, bandas, programas de TV e celebridades. 

Pode parecer pouco, mas com essas observações você perceberá comportamentos dos seus consumidores que não teria percebido apenas com o atendimento cotidiano comum. 

DICA 3: ATRIBUA UM PERFIL EM IMAGEM À SUA PERSONA. 

Toda pessoa tem um rosto, não é mesmo? No mundo digital isso não é diferente; As pessoas são identificadas por suas fotos de perfil. 

Ao construir uma persona, é importante e interessante unir à ela uma representação gráfica, ou seja, “uma foto de perfil”, que ajude sua mente a formar a imagem geral desse consumidor. 

Para a criação desta representação gráfica, pense: 

A – De acordo à idade, esta persona terá cabelos grisalhos?

B – Homem, mulher ou os dois? 

C – Como essa pessoa se veste? Devo criar um homem de terno ou um rapaz de camiseta? 

D – Se necessário, crie o corpo todo, detalhando o uso de acessórios, tatuagens, vestido, saias compridas e afins. 

Na internet é possível encontrar layouts de personas prontos, porém, você pode investir em um designer e construir suas próprias personas, de acordo aos perfis identificados durante as etapas da observação de comportamentos. 

Aqui, temos um exemplo de layout pronto: 

 

Além do que já citamos, sua marca pode investir em pesquisas com consumidores reais, questionários online em troca de brindes e descontos e cadastros para uso de aplicativo próprio da marca. 

Não deixe de desenvolver as personas que caracterizam o seu negócio e tenha uma comunicação mais assertiva e eficaz. 

E para alcançar resultados maiores e melhores em marketing digital, conte com a agência Nezz.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Seja nosso + novo case de sucesso.