E quando tudo isso passar? Prepare a sua empresa com um marketing eficiente.
2 de abril de 2020
Como as grandes empresas de e-commerce chegaram lá? Clique aqui e descubra!
16 de junho de 2020

Atualize suas formas de vender: Lucre com as vendas online.

O brasileiro gosta de internet. Segundo um levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2019, o Brasil soma cerca de 230 milhões de aparelhos celular em uso e mais de 180 milhões de dispositivos eletrônicos entre notebooks, computadores e tablets. E agora, anos pós ano estamos descobrindo que o brasileiro gosta também do comércio eletrônico, seja ele via e-commerce, ou através de redes sociais como o Instagram, Facebook e Whatsapp. 

Em 2018 as vendas via redes sociais somaram 21% do total de vendas online do país. Além disso, OITO a cada DEZ VISITAS e UMA a cada QUATRO VENDAS foram registradas a partir das mídias sociais, principalmente através do Facebook e do Instagram. Em 2020, os números são ainda mais atrativos. Com o isolamento social no país, consequente da pandemia de COVID-19, o comércio online disparou em abril, e encerrou o quarto mês do ano com um crescimento de 81% em relação ao mesmo mês no ano de 2019, e um faturamento de R$ 9,4 bilhões.

Sabendo isso, nós da Nezz preparamos este conteúdo que além de te informar com números que vão encher seus olhos, vai dar aquela força para você iniciar suas vendas online, ou até mesmo alavancar seu negócio por internet que já existe.

INSTAGRAM.

 
 O Instagram foi o grande campeão de vendas via redes sociais de 2018. A rede sozinha representou mais da metade das transações deste tipo, com 59% do total. Para iniciar suas vendas no instagram, ou para crescer em número as vendas que você já realiza, trazemos as seguintes dicas: 1. Analise sua concorrência. Conheça seus concorrentes. Saiba seus preços, layout, apresentação dos produtos, quais estratégias a marca concorrente utiliza (se ela publicar apenas no feed ou no storie); acompanhe o crescimento ou declínio dos seus principais concorrentes.

Verificando seus concorrentes você terá vislumbre maior do que seu público busca, do que gosta e principalmente que perguntas faz, como por exemplo se pergunta pelo preço, tecido, materiais de fabricação e outros.

2. Invista no crescimento e no atendimento. 

Quem é visto é lembrado, por isso, faça sua marca ser vista pelo maior número possível de pessoas. Invista em publicações patrocinadas que obterão um alcance muito maior que as publicações orgânicas, e assim, aumente seus seguidores, afinal, são eles quem compram. Mas não se esqueça do atendimento ao cliente, que geralmente é realizado ali mesmo no perfil da marca. 

 

Atente-se a responder rapidamente os consumidores, de maneira que eles não se cansem de esperar e procurem por outra marca que tenha o mesmo produto disponível.

FACEBOOK

 
O Facebook aparece em segundo lugar no ranking de mídias sociais que mais venderam online em 2018, com 37% do total concentrado nele. Para que você dê início às vendas no seu perfil, em uma página específica ou até mesmo em grupos, e também para ajudar você que já vende por lá, trazemos as seguintes dicas: 

1. Use o Market place do Facebook. 

O marketplace é como um shopping virtual dentro da rede social, onde seu(s) produto(s) ficará(ficarão) exposto(s) junto a produtos de outros vendedores, aparecendo como resultado de buscas. Aqui, a negociação entre o cliente e você direta, por tanto, o pagamento não é automático como num e-commerce, por exemplo. 

Assim como o Instagram, o Facebook abre a possibilidade de anúncios pagos; é o chamado Facebook ADS. Os anúncios devem ser configuramos manualmente, porém, sua distribuição aos perfis (aparecer no feed) é realizada pela própria plataforma. Para usufruir do Facebook ADS crie uma página para o seu negócio e, através das opções de gerenciador, comece a investir. Estes investimentos lhe trarão uma maior visibilidade, pois o anúncio não estará visível apenas para os que já seguem a página, mas também para perfis que estiverem de acordo às configurações da campanha.

WHATSAPP

 
Em 2019 a grife “Reserva” viu 35% do seu total de vendas que ultrapassou a marca dos R$ 400 milhões serem realizadas com alguma ou total ajuda do whatsapp. Fora das grifes, a Riachuelo iniciou no dia 01 de maio seu sistema de vendas via whatsapp, facilitando o acesso de seus consumidores à marca, durante a pandemia de COVID-19.

Não apenas as grandes marcas de varejo, mas também as marcas iniciantes podem e devem investir na promissora ferramenta, que serve para vendas diretas, e também para atendimentos advindos de outras plataformas. Para que você invista no “whats” e impulsione suas vendas, trazemos as seguintes dicas: 

1. Diga adeus aos grupos, e dê sua atenção às listas de transmissão.

Quem nunca ouviu alguém reclamando por ter sido adicionado a um grupo de whatsapp que atire a primeira pedra. Por isso mesmo, não é legal criar grupos de venda e adicionar milhares de contatos, já que além da chance de muitas pessoas não se sentirem à vontade com a situação, o grupo pode facilmente perder o foco inicial – que é a sua venda – e se tornar um local para conversas paralelas. Por isso, as listas de transmissão são uma excelente opção, já que a mesma mensagem será enviada para vários contatos ao mesmo tempo, porém, de maneira individual, prezando pela privacidade de cada pessoa que receberá seu anúncio. 

2. Ofereça algo mais. 

Os anúncios diretos de compra e venda são importantíssimos, mas é possível transformar o whatsapp da sua marca em algo mais. Invista em conteúdos, vídeos, textos, links e imagens, como se você estivesse em uma rede com feed, como Facebook e Instagram. É importante que seus clientes recebam informativos, promoções, fotos de novos produtos, áudios animados (você pode simular uma propaganda de rádio) e outros conteúdos que prendam sua atenção e o/a convidem a realizar a compra.

E-COMMERCE

 
Além das redes sociais, um excelente investimento para sua marca é a criação de um ecommerce. Caso você não conheça muito bem o termo, saiba que e-commerce é aquela loja online, onde você visualiza o produto, realiza a compra e recebe seu pacote em casa (ou busca na loja física, em tempos comuns). A criação de um e-commerce contribui para firmar sua marca no ambiente online, além de promover mais vendas, já que todas as informações necessárias ficam disponíveis ao consumidor. 

Outra grande facilidade trazida pelo e-commerce é o pagamento, que nesta situação é realizado no próprio site, via cartão de crédito ou débito, e em alguns casos, via boleto. Agora que você já conheceu a importância das vendas online, e tem dicas para alavancar seu negócio na internet, saiba que pode contar com a Nezz, pois aqui, Your Business Is Our Businezz, e nós levamos isso muito a sério! Converse com nossa equipe de atendimento e apresente a nós a sua empresa, para que possamos lhe direcionar para as estratégias de marketing online que melhor se aplicam à sua necessidade, produto e meta.

Não deixe de investir nas mídias e plataformas online para impulsionar as vendas da sua marca. Faça parte do mercado que cresce ano a ano, e veja seu sonho se concretizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *